No interior do Amazonas mais de 500 armas apreendidas são destruídas pelo Exército

Amazonas- Nesta quinta-feira, 1º, o Tribunal de Justiça do Amazonas divulgou que as armas apreendidas que faziam parte de processos criminais no interior do Amazonas foram recolhidas e destruídas. Ao todo, 574 armas foram liberadas para destruição, realizada pelo Exército Brasileiro.

Conforme informação do Tribunal, esse armamento estava sob responsabilidade de unidades do poder judiciário nos municípios de Anori, Iranduba, Humaitá, Apuí e Novo Aripuanã.

A medida é uma orientação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o qual ressalta que apenas as armas que ainda estão passando por perícia ou que são imprescindíveis para a elucidação de casos permaneçam no Judiciário.